Meditação Social  AUM :: Prática Emocional Regular

 

Um Ser Humano Saudável é alguém que consegue exprimir qualquer emoção em qualquer situação. Para tal e como qualquer outra qualidade que queiramos desenvolver, o nosso Fitness Emocional requer Prática Regular! Como tal AUM é pura prática emocional,  as 14 fases percorrem uma grande variedade de expressões emocionais, exercícios bioenergéticos, dança e encontro. Movemo-nos de um extremo ao outro, chegando finalmente a um silêncio profundo. Aí estamos prontos para nos encontrarmos uns aos outros com o coração aberto. Todas as fases são intensamente activas e interactivas, os nossos companheiros de meditação tornam-se espelhos onde nos poderemos ver mais claramente.

 

A AUM em pormenor? Clique aqui

 

 

 

A AUM, Awareness Understanding Meditation (Meditação para Compreensão da Consciência), é uma estrutura de meditação social concebida por Veeresh, o líder da Humaniversity, na Holanda. É Baseada na compreensão que por forma a alcançar o silêncio, a mente ocidental precisa primeiro de se libertar de tensões e stress.

 

A AUM é a oportunidade ideal de refrescar amizades antigas e criar novas. Dá-nos energia e ajuda a libertar tensões e stress, a curar feridas. Sendo saudável para o corpo, mente e espírito, coloca-nos em contacto com a nossa força e vitalidade. No fim desta estrutura experimentamos uma sensação profunda de calor e relaxamento.

 

A AUM estará incluída em sessão com duração de cerca de 5 horas. O nº mínimo de pessoas será de 10, como tal é essencial que confirmes a tua presença até à 4ª f anterior à sessão.

 

A festa começa com uma sessão de explicação e dança e continua com a AUM, depois é a partilha e celebração com comida e bebida que preparamos para si.

 

O que trazer:

 

bullet

Roupas leves e confortáveis

bullet

T-shirts extra (pelo menos 2)

bullet

Garrafa de água grande
 

 

Para mais informações acerca da meditação AUM, ou se quiser organizar uma contacte:

 

Encontros do Umbigo

(+351) 91 461 33 23

www.encontrosdoumbigo.com

pramod@encontrosdoumbigo.com

 

Link relacionado com a A.U.M: www.humaniversity.com

 

 

 

  ^Voltar ao topo^

 

 

A AUM em pormenor:

 

 

1ª fase: NEGATIVIDADE
 

A 1º fase é um lugar seguro para pôr fora toda a nossa negatividade, frustrações e raiva. O objectivo é aproximarmo-nos das nossas emoções e consequentemente ficar mais próximo dos outros. Tomamos uma pose de força, em frente de outra pessoa, olhamos olhos nos olhos e gritamos com todo o nosso poder, “Não! Estou farto! Odeio-te!...”, e deixamos o discurso fluir por livre associação, sem julgar, continuamente até esgotarmos esta ligação e aí passamos para outra pessoa, trocamos o maior número de vezes possivel. Não necessitamos de tomar como pessoal o que a outra pessoa nos grita, apenas nos focamos em exteriorizar a NOSSA negatividade.

 

· Abre a porta ao amor. Se realmente queremos chegar perto dos outros, precisamos de pôr toda a nossa energia neste fase. Ajuda a descarregar o stress, medos e inseguranças. Dá-nos o poder de nos experimentarmos como uma tempestade de som.

 

 

2ª fase:  “Perdoa se te magoei”

 

Com as mãos nos ombros um do outro, olhando nos olhos, trocamos estas palavras: “Perdoa se te magoei” e depois abraçamos-nos

 

. Quando nos relacionamos uns com os outros, cometemos erros, e podemos magoar os outros. Por isso antes de nos movermos para uma relação com base no amor,  é necessário corrijir isso pedindo desculpa, dizendo um ao outro “Se te magoei, desculpa. Perdoa-me pela minha falta de atenção”

 

 

fase: POSITIVIDADE: O Paraíso

 

Na 2º fase levamos a nossa energia para o outro extremo. Com a mesma intensidade com que expressámos a nossa negatividade, agora dizemos: “Eu amo-te”. Ficamos em frente ao outro, damos as mãos, olhamos nos olhos e dizemos, “Eu amo-te” e depois trocamos um abraço. Exprimimos todo o amor e apreço que está em nós pelos outros, especialmente por aqueles com quem mais gritámos no 1º fase.

 

· Sentimo-nos revigorados por nos termos permitido expressar o nosso amor pelos outros e sentimo-nos revigorados por ouvir o amor dos outros por nós.

 

  

fase: O Segundo Vento (Renovar a Energia)
 

Todos juntos corremos no mesmo sitio, braços em cima, levantar os joelhos e voltar a colocar o completamente o pé no chão mantendo o contacto com a terra. Não demorará muito tempo até experienciarmos o SEGUNDO VENTO, uma nova energia fisica, uma leveza no corpo, que nos permite continuar a correr ainda mais facilmente do que antes. Somos encorajados a nos mantermos conectados: olhar para os outros, fazer som e sentir o seu apoio.

 

· Sentirá o seu real poder fisico e a possibilidade de ir para além dos limites.

 

 

fase: A Subida da Kundalini (Vibrar)

 

Deixar todo o corpo vibrar, mantendo os pés bem enraizados no chão. Começar pelos pés, joelhos, ancas e deixar todo o corpo seguir. Lembrar de manter a cabeça e o queixo soltos. Os olhos estão fechados.

 

· Ajuda a libertar todas as tensões do corpo. Podemos então ultrapassar a nossa rigidez fisica e mental e sentirmos-nos revitalizados e refrescados.

 

 

fase: O Ninho de Cucos

 

Mover, respirar e fazer som. O que quer que façamos está certo: berrar e gritar, chorar, saltar, fazer birra, bater num colchão (nunca nos outros!). Deixar sair tudo o que temos dentro por exprimir. Ser completamente louco, tão louco quanto possivel. Ter atenção para não nos magoarmos ou aos outros. Podemos exprimir a nossa loucura de olhos fechados ou mostrá-la aos outros.

 

· Apenas quando podemos exprimir a nossa loucura nos mantemos sãos.

 

 

fase: Dança livre

 

É tempo de celebrar e ter prazer connosco dançando de olhos fechados ou abertos. Dançar de uma forma relaxada, deixando o corpo mover-se com a música. O que quer que seja que sintamos, exprimi-lo através do corpo, celebrando-nos como somos.

 

· Faz esta fase com toda a totalidade e o extâse subirá de dentro de ti. 

 

 

fase: A Lágrima (Derreter/Descongelar)

 

Sentarmo-nos sózinhos ou com outra pessoa e permitirmo-nos chorar. Podemos não sentir vontade logo, e nesse caso podemos apenas começar por emitir o som suave do choro. Podemos pensar em toda a dor da nossa vida, tudo aquilo que realmente nos faz sentir tristes. Abraçamo-nos a nós ou ao nosso parceiro suavemente e deixamos as lágrimas correrem.

 

· Chorar ajuda a quimica do cérebro a mudar de um sentimento de depressão para a sensação de bem-estar.

 

 

fase: A Gargalhada dos Budas

 

Mudar a nossa energia para o oposto e rir. Se nos sentirmos sérios, precisamos de começar a agir como se não o estivessemos. Dar gargalhadas, rir, mover, emitir sons. Fazer os nossos amigos rir á nossa volta. Ser gentil, suave e sensível.

 

· Ser feliz é o nosso direito de nascença!

 

 

10ª fase: A Dança dos Amantes

 

Dançar de uma forma sensível, sensual e sexy com os outros ou sózinho. Nós decidimos o que sabe bem, e podemos escolher em ficar ou partir para uma nova experiência com outra pessoa a qualquer momento.

 

· A dança dos amantes é uma oportunidade de exprimentarmos o nosso lado sexy.

  

 

11ª fase: O centro do universo

 

Em círculo, olhando para a luz de uma vela ao centro, emitindo o som AUM.

 

 

 

· O som integra as nossas experiências da meditação. É o som do universo. Quando emitimos o AUM, podemos sentir-nos um com a existência.

  

 

12ª fase: Wowing (UAU!)

 

Sentarmo-nos sózinhos no lugar que escolhermos, olhos abertos ou fechados. Saborear e ter prazer em nada fazer.

 

· Sentado sózinho, nada fazendo, a primavera vem e a relva cresce por si.

  

 

 

13ª fase: Namaste e Abraço

 

Chegar junto de cada um, olhar nos olhos, e com as mãos unida á frente do peito na posição Indiana de saudação dizer "NAMASTE.", depois abraçamo-nos. Encontrar com todas as pessoas que estiverem na sala.

 

· Namaste quer dizer: Eu reconheço e saudo o Buda em ti. 

 

14ª fase: PArtilha e celebração

Altura de partilharmos a nossa experiência com alguem, por forma a integrarmos melhor todo o processo e depois nos juntarmos todos para celebrar juntos a bela atmosfera criada!